E o terceiro turno se prolonga

PUBLICADO EM 29/01/2016
download1

Ranieri Muricy Barreto

Economia, superintendente de Planejamento Estratégico do Estado da Bahia e prof. da Ucsal.

Os manuais de economia mostram que o Banco Central (BC) é responsável pela estabilidade do poder de compra da moeda e pela solidez do sistema financeiro. Qualquer banco para funcionar está sujeito à autorização e à vigilância do BCB, ele é o banco dos bancos. Tem o monopólio da emissão de dinheiro novo e é quem fixa a taxa de juros básica (SELIC) que é a referência para as demais taxas de mercado, cheque especial, cartão de crédito etc. Ainda atua no mercado de câmbio, sendo o responsável pela cotação do dólar.

Nos últimos treze anos as famílias brasileiras tiveram mais conforto em forma de trabalho, renda e lazer, ao passo que uma classe acostumada a ter um Estado cujas ações eram voltadas para si na forma de privilégios, experimentou com amargor a subida dos “de baixo”: nas universidades, nos aeroportos, nos hotéis, em Miami, Orlando etc. Qual a relação disso com a forma de gestão do BCB?

Caro leitor, você pode até achar estranho, mas esse tema afeta muito a sua vida cotidiana.

Nas eleições de 2014, Aécio e Marina, vestiram o manto do “Deus mercado” e fizeram coro pela independência do BCB, o que deixaria a Instituição ao sabor dos rentistas que sangram o país apostando sempre em altas taxas de juros. Vocês sabem que o Brasil possui um dos maiores spread bancário do mundo, ou seja, os bancos pagam pouco pelo dinheiro que capta e cobram infinitamente mais nas operações que realizam com seus clientes.

Até aqui o governo tem dado as diretrizes da política econômica e não o tal mercado como querem aqueles que sempre capturaram o Estado a seu favor. O presidente do BCB e seus diretores são de livre nomeação do presidente da República que não abre mão de planejar a economia, contudo garante autonomia operacional do Banco.

É claro que isso incomoda e desencadeia, mais um round do terceiro turno das eleições de 2014. A mídia se pergunta: o presidente do BCB se reuniu ou não com Dilma? Não se engane, por trás desse debate, o que está em jogo é quem deve definir a política econômica do país: o governo ou o mercado?

Publicado em Arquivos, Artigos, Bahia, Baiana, Brasil, Economia, Internacional, Mundo, Nacional, Política | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Independência do Banco Central e os jornalões

download(Por Ranieri Muricy Barreto, 27/01/2016, 13:45h)

UM bom debate poderia ser travado a respeito da independência do Banco Central do Brasil (BCB), contudo  a articulação existente entre os jornalões impede que isso aconteça. Desde o dia em que o Copom anunciou a manutenção dos juros básicos em 14,25% (20/01/16), que os grandes grupos midiáticos falam a mesma língua: “o BCB foi capturado politicamente pelo governo”.

Jornais como o Estadão e o Globo, cotidianamente repetem com pequenas diferenças a ladainha de que o BCB capitulou ante uma reunião com Dilma e, por isso, não aumentou a taxa de juros como esperava o mercado.

Hoje, na Folha de São Paulo e no Valor Econômico, dois articulistas, Alexandre Schwartsman e Cristiano Romero, respectivamente, trocaram mensagens telepáticas, pois em jornais diferentes, seguem o que se poderia chamar de “mesma linha editorial”. Não pense que desconheço que há participações acionárias de um no outro, quem não sabe do poder de monopólio que a mídia brasileira detém?

Cumpre-nos o papel de alertar que por trás das aparências expostas por esses veículos de comunicação e seus colunistas “apartidários” está a histórica dominação que privilegiados exercem sobre as estruturas de poder do país, vide as decisões dos tribunais nas operações em curso. É o que Jessé Souza (SOUZA, Jessé. A tolice da inteligência brasileira: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo: LeYa, 2015, p. 10) chama de “violência simbólica”, numa clara inspiração no sociólogo francês Pieere Bourdieu.

Como tudo que aparece na grande mídia, esse debate também esconde o seu real sentido: o papel do Estado no Brasil!

Para essa elite o BCB deve ser privatizado, deve ser escravo do mercado financeiro que se alimenta e retroalimenta das fartas taxas de juros. Daí pergunto: não nos interessa que o governo planeje a política econômica, não nos interessa o crescimento da economia real para gerar emprego e renda?

A presidenta está correta. Ela é quem nomeia a diretoria do BCB, inclusive seu Presidente, portanto qual o problema dela se reunir com ele e dizer que o sistema financeiro não serve como instrumento de planejamento da economia e que este não pode ser baseado exclusivamente nos juros e no câmbio, como defende os opositores do governo, tanto políticos como alguns economistas.

Um país que busca construir uma mentalidade voltada para o planejamento e um processo de desenvolvimento sustentável, alargando as oportunidades para seu povo sem exclusão, tornado os privilégios de alguns em direitos para todos, não pode prescindir de um Banco Central antenado com sua política econômica.

Acho que a presidenta deveria ser até mais clara e dizer que o Banco Central não pode abraçar uma política independente do resto do governo!

 

 

 

Publicado em Arquivos, Artigos, Bahia, Baiana, Brasil, Economia, Internacional, Mundo, Nacional, Política | Deixe um comentário

Direito à cidade na cidade do espetáculo

Bela e atualizada reflexão sobre o espaço urbano em diversas dimensões, condições de vida, relações de trabalho, violência.

Veja mais em:

http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/8849/1/2008_AriadneMuricyBarreto.pdf

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Novas eleições na Grécia

(Por Ranieri Muricy Barreto)

Em um cenário de profunda incerteza, após oito meses após a vitória do Syriza nas eleições de 25 de janeiro, o premiê grego Alex Tsipras (que tem 60% de aprovação) renunciou e convocou eleições antecipadas para 20 de setembro.

O acordo alcançado pelo governo grego com as instituições europeias potencializaram as críticas sobre Tsipras e seu governo. A velha Atenas tem que instituir um pacote de reformas com alcance sobre:

  • o mercado de trabalho
  • o sistema de aposentadorias, de saúde
  • a liberalização do setor energético
  • a criação de um fundo de ativos estatais via privatizações

Veja a dureza dos ajustes neoliberais! Até 20, qualquer medida fiscal contrária ao modelo de austeridade tem que ter consulta prévia à Comissão Europeia, ao Banco Central Europeu, ao Mecanismo de Estabilização e ao FMI.

Setores descontentes de vários partidos romperam com o Syriza e anunciaram a formação da Unidade Popular, incorporando movimentos sociais e tem como bandeira comum a luta contra a austeridade e contra o pacote. O programa visa combater o pacote de reformas, em uma clara estratégia fora do euro.

Será que as novas eleições resolverão?

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Cunha, agora mais próximo de um espelho côncavo

Esta galeria contém 1 foto.

(Por Ranieri Muricy Barreto) Preocupado com os mais de 20 processos em que é réu por corrupção, como uma fera acuada, Cunha parte para seu derradeiro ataque. Nesse ataque desvairado anunciou a criação de três CPIs (Comissão Parlamentar de Inquérito). … Continuar lendo

Galeria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Vamô batê lata?

golpe-eduardo-cunha

(Por Ranieri Muricy Barreto) Sexta-feira, 17/08, às 20:25h, Eduardo Cunha (“a cunha” de Dilma), presidente da Câmara dos deputados, falará à Nação em cadeia de rádio e televisão. Segundo disse fará uma balanço da sua atuação nesses seis meses. Será mesmo necessário ele fazer isso? Já não estamos assistindo ao espetáculo por ele protagonizado e difundido em cadeia nacional pela mídia burguesa e seus comentaristas associados?

Eduardo, a população está acompanhando suas manobras na tentativa de fazer o país retroagir em diversas questões, como o aborto, o casamento gay, a redução da maioridade penal, além do ataque ao financiamento público de campanha em favor do financiamento pelas empresas. É, por essa “cunha” a Nação não esperava, um presidente da Câmara manobrista!

Cunha é ligado à bancada religiosa, mas se relaciona bem com todos os segmentos conservadores do Congresso Nacional e da sociedade brasileira. Do grande capital rentista, ao capital agrário, passado pelo capital produtivo, lá está ele com sua “cunha” a rachar o Brasil em dois lados: ricos versus pobres.

Li na Folha de São Paulo que ele se reuniu com Gilmar Mendes, Ministro do STF, será que foi se consultar com o monstro da lagoa (Pai, afasta de mim esse cálice!) como deve fazer para pedir impeachment da presidenta em cadeia nacional? Pirou de vez!!!

Cinicamente ele conclamou a Nação para “ficar em frente à televisão”. Enquanto os mais abastados dos bairros nobres e aqueles que ascenderam à varanda gourmet na Era Lula-Dilma batem panela porque não aceitam o resultado da eleição e querem o golpe, nós vamos BATER LATA sexta-feira, dia 17/07 às 20:25h!!! Sai golpista!!!

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

[Notícia] ZEE e PPA são algumas das ações coordenadas pela SPE

Esta galeria contém 1 foto.

(Enviado por lpeixoto em 22/12 16:54) A preparação para a elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019, a construção do Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) e a capacitação de agentes públicos para a formulação do PPA Municipal são algumas das ações capitaneadas pela … Continuar lendo

Galeria | Deixe um comentário